quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

E ontem...



...saí do escritório e fui directa para casa. Andei a arrumar o pouco que havia para arrumar: a sala (mais propriamente o sofá que parecia um ninho de ratos entre mantas e almofadas), o quarto (fazer a cama e dobrar o pijama) e lavar a louça do pequeno almoço.
Tocaram à porta e era o meu mano. Não o via há tanto tempo! Soube-me tão bem aquele abraço! Ainda tive tempo de fazer almoço para hoje (sim, porque este fim do mês está muito agreste e não permite almoços fora) e lá fomos andando para casa do T. E descobri que sou ainda mais vizinha do T. que aquilo que pensava. Moramos a 5 minutos um do outro. Como o T. ainda não estava em casa quando chegámos aproveitamos para ir ver um outro miradouro que não conhecíamos, fumámos uns quantos cigarros e pusémos a conversa quase toda em dia.
Quando o T. chegou preparou um divinal bacalhau com natas. E ficou a ideia de um dia quando formos ricos abrirmos um restaurante.
Ao jantar contámos também com a companhia do colega de casa do T., que eu não conhecia, mas que adorei conhecer por toda a experiência de vida que partilhou comigo.
Conversámos bastante acompanhados por um bom vinho. E no fim, o meu mano levou-me a casa como fazia sempre que iamos jantar ou sair. E lá fomos nós muito juntinhos, que o vento estava bera. E foi tão bom. Quero mais noites assim.

2 comentários:

  1. Ainda bem que te divertiste :)
    E é tão bom sentir abraços desses...! :)

    Beijinho *.*

    ResponderEliminar